Crônicas da Vida Real: Uma carta ao conforto X de cada dia

Querida, Verdade.

Cheguei ao meio século de vida, muita coisa já passou e outras estão aparecendo em mim. Encontro-me agora com estabilidade financeira, familiar e minha saúde anda meio abalada. Moro numa cidade ligada nos 220, mas foi aqui que escolhi viver e criar meus filhos.

Trabalho de segunda à sexta, das 7h da manhã até às 17h da tarde. Durante esses cinco dias da semana, acordo duas horas antes para poder chegar a tempo no trabalho. Chego em casa duas horas, ou mais, depois que saio do trabalho. Essa adaptação de horário se deu algum tempo atrás, após descobrir que saindo um pouco mais cedo de casa poderia não pegar o trânsito que costumava pegar. Pego trânsito sempre que atraso alguns minutos. A volta pra casa não tem jeito, a única saída é optar por outras rotas para fugir das grandes avenidas. Chegando ao trabalho, uso um veículo da empresa para me locomover e resolver algumas questões.

Meus filhos estão estudando, e trabalhando. Por eu estar sempre com o carro, eles acabam optando pelo transporte público. Mas sinceramente não queria isso para eles. As condições do transporte público estão precárias. Você passa nervoso para esperar o ônibus, fica apertado lá dentro, com pessoas que você mal conhece. Por isso, creio que em pouco tempo cada um terá o carro de sua preferência, com conforto e autonomia.

Bom, minha saúde não é mais a mesma quando era jovem, isso de fato é por conta da minha idade. Ando bastante estressado, cansado, falta respiração, sobra dores físicas e mentais. Sinto-me sufocado, sem ter opção e muita sonolência durante o dia. Em dias de folga, não tenho paciência nem pique para curtir um dia ensolarado com minha família. Só penso em descansar, porém permaneço cansado.

Atenciosamente, Humano.

RE:
Querido, Humano.

Foi bom entrar em contato comigo. Vou ser breve.

Leia seu texto de baixo para cima (do último parágrafo, ao primeiro e assim por diante). Lembre-se que consequência é resultado. Retorne se preciso for, mas acredito que o melhor a fazer para solucionar suas dúvidas e problemas, é você começar e rever sua rotina. Pelo menos, e por enquanto, a rotina. Acredite, ainda há tempo.

Atenciosamente, Verdade.

RE: RE:
Querida Verdade, Humano e também para a humanidade.

Qual tipo de conforto, e autonomia, você procura pro seu bem estar? O uso do carro? Então, porque você continua se cansando? Por que continua sendo objeto guiado nas ruas? Já reparou que você paga pelo conforto, mas em troca recebe estresse e cansaço? Será que o carro realmente lhe trás o conforto e autonomia que você procura? Veja por outro lado. O cansaço do final do dia, nada mais é do que o conforto que você acha que tem no início do dia. E a autonomia que você acredita ter é tão incerta, você não opta pelo caminho que procura, e sim é levado pelo caminho mais fácil. O caminho possivelmente sem trânsito, sem faixas exclusivas que encurtam seu espaço nas ruas, ou o caminho que você acaba tendo que passa por conta da falta de opções. Sendo assim, você continua tendo autonomia?

Se questione, quanto você paga, hoje, por um litro de combustível? E depois ponha no papel (ou na mente) se vale a pena pagar tão caro para acelerar seu estresse e cansaço, sua perca de tempo parado no trânsito. E mesmo no dia que não utiliza o automóvel, ainda assim, se encontra impaciente. Sem opção, vive correndo (mentalmente), mas, permanece parado.

Muitas vezes dentro de nossas armaduras de ferro, plástico e luzes, não percebemos o quão perto é tal percurso. Por estar parado tanto tempo, e levar tanto tempo para chegar ao seu destino, você não repara o quão perto é a distância final do seu percurso. E que se parar para perceber, dentro do carro, não percebe nada além do estresse e impaciência.

Lembre-se: O maior bem da sua vida, é sua Vida.

Atenciosamente, Vida.

7976890847fa63b7de0080d3a0673b4f

A categoria “Crônicas da Vida Real” são histórias (muitas vezes literárias e romantizadas) baseadas em fatos reais. As crônicas aqui publicadas são criadas a partir de experiências e vivências reais. Por isso, se tem algum fato que queira nos contar é só entrar em contato. Assim, mais “Crônicas da Vida Real” podem ser criadas para refletirmos, e servir de exemplo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s