Baixada Santista é exemplo de mobilidade da bicicleta para a Capital e o Estado de SP

Após participarmos da épica descida ao litoral, o Bike Zona Sul percorreu as ciclovias da Baixada Santista entre as cidades de Santos e Guarujá, verdadeiros exemplos da ciclomobilidade no país, onde todos os moradores utilizam a bicicleta como meio de transporte para fazer praticamente tudo pela cidade.
A Baixada já possuía muitos ciclistas bem antes da ciclovias, mas foram elas que realmente deram um boom no uso da bicicleta, onde as pessoas saem de cidades como Praia Grande e Guarujá para trabalhar em Santos, seja com sol, chuva, frio ou calor, são milhares de bicicletas que cruzam as divisas da região metropolitana da Baixada Santista diariamente.
Ciclovia Santos Bike Zona Sul
Ciclovia em implantação com concreto pigmentado na orla de Santos. Lembra bastante a ciclovia da Faria Lima na capital. (Foto: Paulo Alves/BZS)
Ciclovias Santos Bike Zona Sul
Ciclovia na Ponta da Praia, Santos. (Foto: Paulo Alves/BZS)
Essas cidades têm investido bastante na implantação de ciclovias, a maioria seguindo por avenidas principais ou litorâneas, facilitando os deslocamentos dos ciclistas. Apesar de algumas estruturas serem bastante estreitas, elas são extremamente importantes, no entanto os ciclistas estão por todos os lados, trafegando também por ruas e avenidas que não tem ciclovia, afinal as bicicletas também podem circular em qualquer via.
Muitos comércios, supermercados, bancos, farmácias, escolas, órgãos de governo e diversos pontos de interesse também possuem paraciclos e bicicletários para receber os cidadãos que chegam de bicicleta. Assim, a maioria desses lugares são muito utilizados e em dias úteis, estão sempre lotados.
bicicletário guarujá Bike Zona Sul
Bicicletário lotado um supermercado no Guarujá. (Foto: Paulo Alves/BZS)
Bicicletas compartilhadas Santos Bike Zona Sul
Sistemas de compartilhamento de bicicletas de Santos, um infantil e um adulto. (Foto: Paulo Alves/BZS)
De alguns anos pra cá, a Cidade de Santos também investiu em um sistema de compartilhamento de bicicletas, muito semelhantes ao Bike Sampa daqui da capital, porém o sistema santista, sofre com a manutenção precária, que é bancada pelo próprio poder público. A boa notícia é que recentemente, um novo sistema de bicicletas para crianças também foi implantado.
Um grande diferencial é que nas cidades litorâneas, o ciclista não paga passagem nas balsas, o que estimula ainda mais o uso da bicicleta como meio de transporte. Na travessia Santos-Guarujá, por exemplo, há uma balsa exclusiva para as bikes, que sempre fica lotada nos horários de pico, comprovando mais uma vez o uso da bicicleta como meio de transporte, que é sempre mais barato, rápido e eficiente.
Ciclovia Guarujá Bike Zona Sul
Ciclovia sempre muito bem utilizada na Av. Ademar de Barros, Guarujá. (Foto: Paulo Alves/BZS)
Ciclovia Guarujá Bike Zona Sul
Ciclovia muito semelhante às estruturas da capital na Av. Puglisi, Guarujá . No litoral é muito comum caronas de bicicleta e bikes cargueiras, além de muitas mulheres pedalando pelas cidades, o que demonstram a segurança viária. É o paraíso das bicicletas no Brasil. (Foto: Paulo Alves/BZS)

No entanto, ainda falta um grande estímulo também no sentido de levar o paulistano à Santos e o santista à capital, utilizando a bicicleta como meio de transporte. Isso por que as rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes não permitem o acesso de bicicletas, ainda que seja algo garantido por lei, mas que anda sendo descumprido pelas concessionárias de rodovias e órgãos do Governo do Estado.

A solução é mais viável do que se imagina, pois existem duas rotas que conectam o planalto ao litoral, o que facilitaria bastante o deslocamento de bicicletas sem a necessidade de utilizar as rodovias.

Uma delas é a Estrada de Manutenção da Imigrantes, caminho belíssimo bastante conhecido por ciclistas, passando por dentro do Parque Estadual da Serra do Mar. O local era pra ser uma rota de ecoturismo consolidada, antiga promessa da época de construção da Rodovia dos Imigrantes, que nunca se realizou e acabou se tornando apenas uma estrada abandonada, sendo utilizada apenas por carros de serviço da rodovia.

Estrada de Manutenção Bike Zona Sul
Estrada de Manutenção da Imigrantes. (Foto: Paulo Alves/BZS)
A segunda rota é a Rodovia Caminhos do Mar, trajeto praticamente pronto para uso dos cidadãos que desejam utilizar a bicicleta como meio de transporte, onde seria bastante utilizada por ciclistas do Grande ABC, por exemplo, tornando mais fácil a ida ao litoral por ser um trajeto praticamente em declive. A rodovia já foi a principal ligação da capital com a baixada até a construção do Sistema Anchieta-Imigrantes e ainda preserva muitas construções históricas. Até a década de 90 era possível descer de bicicleta pelo local, mas depois a rodovia foi totalmente fechada, mesmo se tratando de uma via pública. Alguns anos depois, o acesso foi reaberto, porém apenas a pedestres. Atualmente, ciclistas necessitam de muita burocracia para acessar o local, sendo considerado apenas passeios organizados, monitorados e com agendamento (absurdo!). É preciso avançar bastante a mentalidade para entender que a bicicleta é um meio de transporte benéfico para regiões preservadas como o Parque Estadual da Serra do Mar.
Anúncios

3 comentários em “Baixada Santista é exemplo de mobilidade da bicicleta para a Capital e o Estado de SP

    1. Como sugestão, vocês poderiam conhecer nossas ciclovias na Praia Grande, pois nossa cidade, possui uma das maiores do Brasil, temos ciclovia de Praia Grande até Mongaguá, todas de 27 Km, temos ciclovia pela Av. Pres, Kennedy e Marginal até Mongagua, vale a pena voces divulgarem, acesse nosso facebook, PEDAL PRAIA GRANDE e teremos o prazer de acompanha-los e ainda temos a região de MOngaguá, Itanhaem e Peruibe com ciclovias, um abraço.
      Wagner

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s