Adolescentes se reúnem em passeio do Sesc com apoio do Bike Zona Sul

 Bike Zona Sul Villa lobos Sesc Interlagos

A Ciclofaixa de Lazer no Parque Villa-lobos foi o local para realizarmos um incrível passeio ciclístico com os adolescentes do Sesc Interlagos, onde buscamos estimular um primeiro contato dos jovens com a bike. Atividade super agradável e divertida numa ensolada tarde de domingo.

Iniciamos o percurso no Bike Point, aluguel de bicicletas, num posto de gasolina ao lado do parque, onde percorremos um pequeno trecho em 2 voltas até a Praça Panamericana, através da Ciclofaixa de Lazer, além de uma volta pela ciclovia do parque.

 

Bike Zona Sul Villa lobos Sesc Interlagos
Parte da galera que participou do passeio no Villa-lobos

Para agitar o pedal, rolou muita música com a nossa caixa de som que utilizamos também para organizar o passeio passando instruções com o microfone.

O passeio ainda contou com o auxílio dos membros da equipe Bike Zona Sul e dos monitores do Sesc.

Passeio incrível que você confere nas imagens a seguir. 😉

A CicloFaixaSP de lazer do Parque Villa-lobos foi o local para realizarmos um incrível passeio ciclístico super…

Posted by Bike Zona Sul on Monday, June 26, 2017

Agradecemos imensamente a participação de todos os ciclistas que deram seu primeiro passo no uso da bicicleta na cidade e especialmente ao Sesc Interlagos que promoveu esse passeio com essa galera fantástica. Que venham muitos outros! 😀

O uso e a paixão pela bike acontece com o uso frequente, possibilitando que as pessoas se surpreendam cada vez mais com as distâncias que podemos fazer utilizando a bicicleta como meio de transporte. Afinal, bike no dia a dia é possível! Use-a! 😉

#BikeZonaSul #SescInterlagos #Pedal #Juventude #Bicicleta

Anúncios

BZS no Nordeste: A mobilidade em bicicleta na Grande Recife

Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Bicicleta no Marco Zero de Recife, centro da cidade.

 

Finalizamos nosso tour pelo Nordeste do Brasil, conhecendo a maravilhosa cidade de Recife e voltamos à Zona Sul de São Paulo com gostinho de saudade desse lugar fantástico que possui um potencial enorme para a mobilidade em bicicleta e para o cicloturismo.

Mas nem tudo são flores, pois a cidade ainda tem pouquíssimas ciclovias, poucos locais para estacionar a bike e não se vê muito incentivo por parte do poder público local para o uso da bicicleta como meio de transporte.

Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Bicicleta florida em estabelecimento próximo ao Marco Zero.

Recife foi a primeira cidade a receber em grande escala, um sistema de bicicletas públicas compartilhadas, o Bike PE do Itaú​ em parceria com as prefeituras da região metropolitana. No entanto, o sistema está com aparência de abandono, principalmente nos bairros da periferia, devido às péssimas condições de uso das bicicletas e estações.

Também existe uma demanda enorme de ciclovias nas cidades da Grande Recife, onde o número de ciclistas é realmente muito grande, sendo comparável à grandes cidades que possuem uso intenso da bicicleta. Com isso, é muito comum ver ciclistas nos grandes centros comerciais e até mesmo em avenidas de grande fluxo como a Av. Mal. Mascarenhas de Morais e Av. Dr. Júlio Maranhão, que juntas formam uma grande via, semelhante à Radial Leste ou ao Corredor Norte-Sul de SP e, acreditem, muitos ciclistas têm o hábito de andar na faixa da esquerda dessas grandes avenidas que ligam o centro à periferia de Recife.

Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Na Av. Mal. Mascarenhas de Morais só existe apenas uma placa pedindo respeito aos ciclistas, mas não estrutura cicloviária, nem sequer travessia de pedestres. Ciclistas costumam usar a faixa junto ao canteiro central da via.

Lugares como a região de Prazeres em Jaboatão dos Guararapes, poderiam ser interligados até o Bairro do Recife e Olinda por ciclovias nos canteiros dessas vias expressas, onde os cidadãos que usam a bicicleta como meio de transporte poderiam se deslocar no dia a dia com mais segurança em estruturas conectadas em uma rede atendendo os principais eixos da cidade e região metropolitana, algo que atualmente ainda não existe.

As prefeituras da região metropolitana adotaram o modelo ciclofaixa por ser mais barato e eficiente na implantação nas próprias vias, estrutura semelhante à paulistana. Mas são bem poucas as ciclovias existentes, como na Av. Ayrton Senna da Silva, Rua Arquiteto Luiz Nunes e Av. Prefeito Artur Lima Cavalcanti que infelizmente não estão ligadas entre si em rede.

Como toda cidade litorânea, a maior quilometragem de ciclovias acabam se localizando na orla da praia, associando a bicicleta apenas ao lazer, mas esquecendo de que ela é um meio de transporte essencial, que precisa ser seguro e estar presente em toda a cidade.

As ciclovias da orla começam em Jaboatão com trechos de paralelepípedo, algo extremamente ruim para o tráfego das bicicletas, mas logo depois, tornam-se em um pavimento totalmente plano e com poucos buracos, no entanto, há muitos problemas de drenagem no concreto, surgindo muitas poças em dias de chuva, que ficam represadas na pista, além de areia, terra e detritos que evidenciam a falta de limpeza e cuidado da prefeitura com o ciclista que trafega pelo local. A ciclovia ainda é repleta de curvas, mesmo sendo a avenida totalmente plana, onde deixaram apenas o caminho dos carros reto, demonstrando uma falta de planejamento pensado nos veículos de propulsão humana, invertendo prioridades que deveriam ser dos modos de deslocamento ativo.

Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Ciclofaixa da Orla em Jaboatão dos Guararapes sentido bairro. Estrutura vem desde a Praia de Boa Viagem em Recife.

O cicloturismo também é uma grande oportunidade de investimento no turismo para Recife e pro Estado do Pernambuco, afinal a região possui belíssimas praias, muitas delas preservadas como a Praia de Porto de Galinhas, que fica a apenas 50km de pedal do Centro. Também existe o Parque Histórico Natural dos Guararapes, local que possui a Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres e um incrível mirante, onde vemos toda a cidade em uma paisagem impressionante de Recife.

Por fim, Recife é uma cidade belíssima, mas ainda está muito atrasada na mobilidade urbana, pois todo o investimento ainda é voltado apenas aos carros. Faltam necessidades básicas como a ampliação do BRT e recuperação de calçadas, pois até mesmo as guias não são rebaixadas nas faixas de pedestres em todos os locais que passamos, inclusive no centro da cidade. Para o ciclista então, é bastante preocupante que não exista um sério investimento em sinalização cicloviária para que o cidadão possa ir e vir com segurança utilizando sua bicicleta em todos os locais da cidade e da região metropolitana.

Esperamos que a Prefeitura do Recife​, Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes​ e Prefeitura de Olinda​ compreendam essas necessidades urgentes dessas cidades e passem a investir seriamente nos modais ativos de transporte para fomentar o turismo e o transporte em bicicleta dessa região fantástica.

Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Bicicletas na Praia de Piedade
Recife Bike Zona Sul Tour Nordeste
Bairro do Recife

Confira todas as fotos no álbum da nossa fan-page no Facebook:

Finalizamos nosso tour pelo Nordeste do Brasil conhecendo a maravilhosa cidade de Recife, voltando à Zona Sul de São…

Posted by Bike Zona Sul on Monday, June 19, 2017

 

#BikeZonaSul #Recife #Turismo #Bicicleta #Nordeste #Mobilidade

Bike Zona Sul

Dicas para pedalar no frio

Algumas dicas da equipe Bike Zona Sul para pedalar no frio!

1) Vista-se de forma adequada. Use abrigos como moletons para proteger o peito, costas, o tronco de forma geral. Isso é importante para se prevenir contra resfriados. Use casacos ‘corta vento’, eles são eficientes para armazenar o calor sem que te façam suar demais.

2) Cubra a cabeça. Use uma bandana, boné ou lenço por baixo do capacete, para proteger-se do frio. Além disso, use algo para cobrir o nariz e a boca quando necessário, para evitar que o ar gelado penetre diretamente nas vias respiratórias. Para os olhos, vale o uso de óculos de ciclismo.

3) Use luvas. Além de esquentar, elas melhoram a circulação sanguínea evitando que suas mãos ‘tremam’ por causa do frio, o que dá mais firmeza para segura o guidão.

‪#‎BikeZonaSul‬ ‪#‎CicloviasSalvamVidas‬ ‪#‎VaiTerCiclovia‬‪ #‎PrioridadeParaOsPedestres‬ ‪#‎CidadesParaPessoas‬ ‪#‎CitiesForPeople‬‪ #‎SãoPauloPraPessoas‬

(Equipe Bike Zona Sul: Thomas Wang)


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo: