Em audiência pública, ciclistas exigem solução definitiva para a Descida à Santos

Na noite de ontem (20/12) foi realizada uma audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo, convocada pelos deputados Enio Tatto e Alencar Santana Braga sobre a repressão aos ciclistas na Tradicional Descida à Santos 2017, onde milhares de pessoas foram encaminhadas para uma emboscada na Rodovia Anchieta que terminou em tiros de bala de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral contra os ciclistas que pacificamente se manifestavam por uma rota definitiva para chegar ao litoral.
Audiência Pública sobre a repressão aos ciclistas na Tradicional Descida à Santos 2017
Na audiência, foram apresentados relatos de toda a confusão e a manifestação dos participantes, advogados e jornalistas que estiveram presentes na descida, depoimentos que deveriam ser ouvidos por representantes da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), Polícia Militar do Estado de São Paulo e a concessionária Ecovias, responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, bem como demais representantes do Governo do Estado de São Paulo, que não compareceram. Sendo assim, ficou clara a falta de diálogo que existe por parte dos representantes do governador Geraldo Alckmin.
 
Na reunião, os ciclistas também realizaram a apresentação de slides, que mostravam detalhadamente soluções para realizar a Descida à Santos, através da Estrada de Manutenção, um dos trajetos essenciais que levam as bikes ao litoral pelo Núcleo Itutinga-Pilões do Parque Estadual da Serra do Mar. Também foi mencionada a Rodovia Caminho do Mar, que é percurso praticamente pronto, que se inicia em São Bernardo do Campo e poderia levar as pessoas à Baixada Santista.
Audiência lotada, mas nenhum representante do governo estadual para prestar esclarecimentos
Apesar da proposta de realizar uma descida anual, todos os presentes deixaram bem frisado a necessidade de respeito às leis por parte das concessionárias, quanto ao deslocamento dos ciclistas nas rodovias e a garantia da descida anual ou em qualquer época do ano.
 
Os deputados presentes irão requerer uma nova audiência pública, que provavelmente deverá acontecer em Fevereiro, convocando os representantes do governo estadual, onde serão obrigados a prestar esclarecimentos e entrar em um acordo.
 
Também serão elaborados projetos de lei estaduais que tornem a Rota Márcia Prado, um roteiro de cicloturismo respeitado em todo o seu trajeto.
 
Todos os relatos da audiência pública na íntegra você pode acompanhar nas transmissões ao vivo, aqui na página do Bike Zona Sul ou no site da ALESP.
 
#BikeZonaSul #DescidaàSantos #Audiência #Bicicleta #Cicloturismo
Parte 1:
Parte 2:
Parte 3:
Parte 4:
Parte 5:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s