Estapar começa a cobrar pelo uso de bicicletário

38 anos focados em inovação e mobilidade urbana.

Esse é o lema da Estapar Estacionamentos, mas será que é verdade?

Um usuário de um bicicletário administrado pela Estapar no Conjunto Comercial Brascan Open Mall no Itaim Bibi enviou uma mensagem para o Bike Zona Sul e informou que a Estapar decidiu cobrar pelo acesso de bicicletas e patinetes. Segundo a empresa, a cobrança é pelo uso do espaço e seus custos de manutenção.

Nós, do Bike Zona Sul, nos posicionamos contra essa atitude, a qual consideramos retrógrada e contraditória. Atualmente a maioria das empresas que investem em um bicicletário fazem isso de forma gratuita devidos aos benefícios do modal de bicicleta. Muitas dessas empresas também afirmam que instalar bicicletários é uma forma de promover a sustentabilidade e/ou uma contra-partida aos impactos causados pelos veículos automotores.

Com essa atitude a Estapar está indo na contramão do Mundo, que investe na implantação de espaços dedicados aos ciclistas. Cada vez mais é possível ver espaços melhores, mais práticos e modernos, sendo sempre gratuitos para os usuários. Na maioria das vezes, os custos dos bicicletários são pagos através dos altos valores advindos do sistema rodoviário.

A Holanda, por exemplo, está construindo enormes bicicletários, a maioria gratuita para os ciclistas. Não é à toa que eles construíram o maior o bicicletário do mundo, que é totalmente gratuito (vejam aqui!).

Não estamos defendendo que alguns ciclistas não possam pagar pelo valor cobrado pela Estapar, mas falando em sustentabilidade, é totalmente questionável uma empresa que diz ser “focada em mobilidade urbana” cobrar pelo estacionamento de bicicletas.  

2
As condições do bicicletário não justificam a cobrança. (Luis Felipe Bruin)
1
A área do bicicletário é pequena, as vagas são apertadas, o suporte é inadequado e não há nenhuma estrutura. (Luis Bruin)

Como é possível ver nas fotos enviadas pelo Luis Bruin, as condições do bicicletário não justificam a cobrança: os suportes são inadequados e podem danificar as bicicletas (entorta roda), o espaço entre as bicicletas não é suficiente (os guidões das bicicletas estacionadas lado a lado batem nas bikes próximas), não há vestiários, armários ou bebedouro. 

Se a administração da Estapar deseja cobrar pelo uso do bicicletário, que seja um bicicletário perfeito em termos de acesso, segurança e recursos. Locais como o Shopping Paulista reformaram seus bicicletários seguindo dicas de ciclistas (leia aqui!) e mesmo assim não cobram pelo uso dos espaços.

Desde 01 de setembro , o uso do bicicletário custa R$ 55,00 para mensalistas e R$ 4,00 para o período de 12 horas.

Vale lembrar que pelas leis municipais bicicletários são obrigatórios em locais de grande fluxo de pessoas, como é o caso do condomínio Brascan Open Mall. Veja algumas das leis que regulam sobre a instalação de bicicletários:

Lei nº 13.995, de 10 de junho de 2005

Art. 1º Fica estabelecida a obrigatoriedade de criação de estacionamentos para bicicletas em locais de grande afluxo de público, em todo Município de São Paulo.

Art. 2º Para fins desta lei entende-se como locais públicos de grande afluxo os seguinte estabelecimentos:

a) órgãos públicos municipais;
b) parques;
c) shopping centers;
d) supermercados;
e) instituições de ensinos públicos e privados;
f) agências bancárias;
g) igrejas e locais de cultos religiosos;
h) hospitais;
i) instalações desportivas;
j) museus e outros equipamentos de natureza culturais (teatro, cinemas, casas de cultura, etc.); e
k) indústrias.

Lei nº 14.266, de 6 de fevereiro de 2007

Art. 8º Os terminais e estações de transferência do SITP, os edifícios públicos, as indústrias, escolas, centros de compras, condomínios, parques e outros locais de grande afluxo de pessoas deverão possuir locais para estacionamento de bicicletas, bicicletários e paraciclos como parte da infra-estrutura de apoio a esse modal de transporte.

O que você acha dessa atitude? Vamos pedir explicações para a Estapar: ou eles não cobram pelo uso do bicicletário ou que façam melhorias que justifiquem essa cobrança!

1
Aviso da Estapar anunciando a cobrança pelo uso do bicicletário. (Luis Felipe Bruin)

 

(Equipe Bike Zona Sul: Paulo Alves e Thomas Wang / Colaborou Luis Felipe Bruin)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio #Cobrança #Estacionamento #Compartilhe


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s