Analisamos o projeto da ciclofaixa da Prof. Abraão de Morais!

No dia 27 de abril analisamos o projeto da ciclofaixa da Avenida Ricardo Jafet, na mesma semana vimos o começo das obras e demos uma olhada mais de perto no dia 30. Até onde sabemos a ciclofaixa da Ricardo Jafet ainda não está completa, mas já é uma conquista importante para os ciclistas e para a cidade.

O que nos incomodou na obra da Ricardo Jafet é que não foi sinalizada a continuação para as avenidas Dom Pedro I nem na Professor Abraão de Morais, que também devem receber ciclovias esse ano.

Abaixo temos o recorte dos dois trechos, à esquerda a ligação entre as ciclofaixas da Jafet, Nazaré e Dom Pedro I. À direita, temos a previsão da continuação da ciclofaixa da Ricardo Jafet pela Av. Professor Abraão de Morais e a conexão com a futura ciclofaixa da Rua Luis Góis.

1
Mapa de Infraestrutura Cicloviária da CET

A Prefeitura não compartilhou o projeto da Avenida Dom Pedro I com a Câmara Temática de Bicicleta, então vamos analisar o da Avenida Professor Abraão de Morais, que acreditamos que também está incompleto.

Nossa análise começa no cruzamento da Ricardo Jafet com a Rua Santa Cruz:

1
Rua Santa Cruz à frente, Av. Prof. Abraão de Morais sentido Jabaquara à direita. Essa é a pista sentido Av. Dom Pedro I.

A estrutura da foto está em vermelho abaixo:

1

Pelo projeto, a ciclofaixa da Av. Professor Abraão de Morais será bidirecional, ao lado do córrego e ficará na pista sentido Centro (destaque em laranja).

3

Colocar a ciclofaixa junto ao córrego é bom pois evitará invasões de veículos para acesso aos lotes ou ruas laterais. Porém é necessário sinalizar travessias para que os ciclistas possam acessar a ciclofaixa quando vierem das transversais, algo que não está previsto no projeto.

Um ponto negativo da ciclofaixa ser bidirecional é que ela estará somente de um lado da avenida, então ciclistas do lado da Vila Mariana/Saúde terão que pedalar trechos sem estrutura dependendo de qual rua venham/queiram ir.

1
Cruzamentos da Av. Professor Abraão de Morais com as ruas Dom Bernardo Nogueira (esquerda) e com a Luis Góis/Vigário Albernaz (direita), com conexão para a futura ciclofaixa da Luis Góis.

Na Dom Bernardo (esquerda) os retornos sobre o córrego serão mantidos. Já na Luis Góis/Vigário Albernaz, o retorno da pista sentido Dom Pedro para o sentido Jabaquara será fechado. Como as duas ruas são praticamente seguidas, o impacto para os motoristas será mínimo. Além disso, na Luis Góis/Vigário Albernaz é possível fazer o retorno pela Rua Dom Manuel da Ressurreição, próxima à base da Polícia.

Os dois retornos na Luis Góis/Vig. Albernaz poderiam ser fechados pois a Dom Bernardo é a próxima rua e possui ambos retornos de canteiro central. Com o fechamento dos retornos, a trajetória dos ciclistas poderia ser mais retilínea e as chances de colisões diminuiriam. Além disso, nenhuma das travessias prevê sinalização de preferência para ciclistas, como já mencionamos no projeto da Ricardo Jafet.

Uma boa notícia é que na Luis Góis/Vigário Albernaz está prevista a travessia que vai conectar as ciclofaixas da Professor Abraão com a da Luis Góis. Essa ciclofaixa é uma demanda antiga dos ciclistas da região, será que será feita em 2020?

1
Conexão das ciclofaixas das avenidas Professor Abraão de Morais e Bosque da Saúde.

No cruzamento com a Avenida Bosque da Saúde podemos ver a travessia no sentido da Av. Jabaquara, conectando a ciclofaixa existente na Bosque da Saúde com a futura ciclofaixa da Prof. Abraão. Esperamos que o final da ciclofaixa da Bosque da Saúde seja conectado, pois mesmo após a reforma a ciclofaixa está terminando bem antes da esquina, como já fotografamos.

1
Cruzamento da Av. Prof. Abraão de Morais com a Rua General Chagas Santos

Acima temos um cruzamento que pode causar conflitos: para os motoristas que vem do sentido Jabaquara, será possível virar à esquerda por cima da ciclofaixa para subir a General Chagas Santos no sentido Av. Jabaquara. Isso trará problemas para os ciclistas, que terão que esperar motoristas que vão ficar em cima da ciclofaixa aguardando o semáforo abrir para fazer o retorno.

1
Cruzamentos com as ruas Frei Rolim e Ribeiro Lacerda, que também deve receber uma ciclofaixa em 2020.

Acima temos o cruzamento da Av. Prof. Abraão de Morais com a Rua Ribeiro Lacerda, que deve receber uma ciclofaixa ainda em 2020, conforme o mapa Mapa de Infraestrutura Cicloviária da CET:

1

Porém no projeto da Prof. Abraão não estão previstas a travessia e nem ciclofaixa da Rua Ribeiro Lacerda, o que nos deixou incomodados. Por que algumas das ciclofaixas previstas aparecem no projeto da Prof. Abraão e outras não? Será que a Prefeitura vai implantar todas ainda em 2020?

1
Início/término da ciclofaixa da Av. Prof. Abraão de Morais, na altura da Rua Fagundes Filho.

O material que recebemos da Prefeitura prevê o início/término da ciclofaixa da Av. Prof. Abraão de Morais na Rua Fagundes Filho, onde ela deve se conectar com as ciclofaixas das avenidas Miguel Stefano e Embaixador Álvaro Lins (indo por dentro do Complexo Viário Maria Maluf), porém o projeto não mostra como será feita essa conexão.

No mapa de Mapa de Infraestrutura Cicloviária da CET não fica clara como será a conexão, mas o traçado mostra que as três ciclofaixas devem ser implantadas ainda em 2020:

1

Apesar de alguns pontos negativos, o projeto da ciclofaixa da Av. Professor Abraão de Morais é muito bom pois trará segurança para os ciclistas que já trafegam por uma avenida perigosa.

A ciclofaixa da Prof. Abraão conectará várias estruturas existentes, como as ciclofaixas do Sacomã/Vila Morais com a da Bosque da Saúde, Rua Santa Cruz e as do Ipiranga. Além disso, a ciclofaixa da Prof. Abraão também vai possibilitar a conexão entre ciclofaixas previstas nas ruas Luis Góis, Ribeiro Lacerda, Complexo Maria Maluf, Miguel Stefano, Cursino, Padre Arlindo Vieira e Ricardo Jafet. Será uma importante conexão para os ciclistas do sudeste de São Paulo poderem se deslocar em segurança até o Centro e em direção a Moema.

Esperamos que essa ciclofaixa seja implantada o quanto antes, aproveitando a pandemia/quarentena, já que obras são atividades essenciais e podem ser feitas nas ruas sem causar tanto impacto para a população.

(Equipes Bike Zona Sul e Bike Zona Leste: Kristofer Willy, Leandro Bazito e Thomas Wang)

#BikeZonaSul #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas #CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #BikeSP #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio #Compartilhe


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s