Relato da Audiência Pública sobre Ipiranga, Jabaquara e Vila Mariana

Na segunda (24/06) o Bike Zona Sul participou da primeira Audiência Pública do Plano Cicloviário na Zona Sul. Foi na Subprefeitura de Santo Amaro e foram debatidas as ciclovias nas subprefeituras de Ipiranga, Jabaquara e Vila Mariana.

5
A Subprefeitura Ipiranga não possui bicicletário, então improvisamos num corrimão. (Anderson Sutherland)

Na mesa estavam Lucian de Paula (do Bike Zona Sul e representante da Zona Sul na Câmara Temática de Bicicleta), Bete França (diretora de planejamento da CET) eos subprefeitos da Vila Mariana e Ipiranga e a assessora de Comunidade do subprefeito do Jabaquara, que não compareceu. O secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, não compareceu novamente, mas enviou o mesmo assessor que estava presente na audiência anterior.

5
Lucian de Paula durante sua fala de abertura. (Thomas Wang/BZS)

Em sua fala de abertura, Lucian lembrou os impactos positivos das ciclovias na saúde pública, trazendo dados do Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Além disso, entregou um ofício da UNIFESP a favor das ciclovias e solicitando ciclovias na Rua Domingos de Morais e na Rua Pedro de Toledo (conectando a Domingos de Morais, Coronel Lisboa e o Parque do Ibirapuera – algo também solicitado por cidadãos durante o workshop do Plano Cicloviário).

Após as falas dos presentes na mesa, os cidadãos puderam se manifestar. A maioria falou a favor das ciclovias, inclusive citando dados sobre o aumento de vendas no comércio e a queda no número de mortos/feridos no trânsito da região após a implantação das ciclovias. Alguns moradores do Moinho Velho (Ipiranga) questionaram alterações viárias na Rua do Lago, ocorridas na mesma época da implantação da ciclofaixa. Moradores também cobraram melhorias na iluminação e na segurança pública da região, em especial na Saúde, Jardim da Saúde e Moinho Velho.

5
Pesquisador da USP explica como ciclovias influenciam na queda de colisões/atropelamentos e melhoram a saúde pública. (Anderson Sutherland)

Outras falas interessantes trouxeram estudos da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) sobre o impacto positivo das ciclovias na saúde pública. Segundo as informações levantadas pelos acadêmicos, ciclovias diminuem o número de colisões/atropelamentos e, como consequência, diminui a quantidade de leitos utilizados por vítimas do trânsito em hospitais. Um psicólogo também citou os benefícios que as ciclovias criam para a saúde mental através da sensação de segurança e prática de exercícios.

5
Thomas Wang conta sobre seu atropelamento e pede que as ciclovias sejam implantadas o quanto antes. (Anderson Sutherland)

Por fim, vale citar que o debate entre os cidadãos foi bastante interessante. Muitas pessoas apoiaram as novas ciclovias propostas pela CET e cobraram e melhorias nas existentes.

Amanhã teremos a última Audiência Pública: Parelheiros, M’Boi Mirim e Capela do Socorro. Vai ser na Subprefeitura M’Boi Mirim – Avenida Guarapiranga, 1695.

É importante comparecermos em peso para pedir que a implantação das novas ciclovias comece o quanto antes! Nada garante que a CET vai implantar as ciclovias aprovadas, por isso precisamos cobrar que eles divulguem o cronograma de obras!

Se você não conseguiu ir nas audiências, entre no site da Prefeitura (clique aqui!) e comente é a favor da implantação de mais ciclovias! Você também pode citar avenidas e ruas da sua região nas quais você quer ciclovias!

5
Propostas de ciclovias feitas pela Prefeitura (em verde escuro) e por cidadãos (em verde claro). 
5
Propostas de ciclovias feitas pela Prefeitura (em verde escuro) e por cidadãos (em verde claro). 

São Paulo é a nossa cidade, todos podemos decidir sobre o futuro dela! Todos temos o dever e a responsabilidade de cobrar a Prefeitura e os vereadores! Precisamos criar uma cidade para pessoas, vamos juntos? Esperamos  vocês na audiência de amanhã! Inscreva-se e fale que você quer ciclovias!

(Equipe Bike Zona Sul: Lucian de Paulo, Paulo Alves e Thomas Wang / Colaborou: Anderson Sutherland)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #ShoppingEldorado #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Anúncios

Relato da Audiência Pública sobre as ciclovias em Santo Amaro, Cidade Ademar e Campo Limpo

Na sexta passada o Bike Zona Sul participou da primeira Audiência Pública do Plano Cicloviário na Zona Sul. Foi na Subprefeitura de Santo Amaro e foram debatidas as ciclovias nas subprefeituras de Santo Amaro, Cidade Ademar e Campo Limpo.

Apesar da presença de cidadãos das três subprefeituras, nenhum dos subprefeitos participou da audiência, assim como o secretário de Mobilidade e Transportes Edson Caram também não compareceu. Na mesa estavam Paulo Alves (do Bike Zona Sul e representante da Zona Sul na Câmara Temática de Bicicleta), representantes da área técnica da CET e assessores/as dos subprefeitos e do secretário de Mobilidade e Transportes.

Durante sua fala inicial, Elisabete França (CET) comentou que a ciclovia da Chucri Zaidan/Cecilia Lottemberg não foi entregue pois a “obra não foi concluída” pela SPObras, que também não entregou a ciclovia no viaduto da Avenida Doutor Lino de Moraes Leme. Outro ponto levantado por Elisabete foi a Av. Jornalista Roberto Marinho, no qual ela lembrou que a ciclovia foi projetada e será executada pelo Metrô, junto das obras do monotrilho Linha Ouro.

3
Paulo Alves, do BZS, fala durante a abertura da audiência enquanto Thomas Wang registra a fala. (Anderson Sutherland)

Durante sua fala de abertura, Paulo reforçou a necessidade de ciclovias na Zona Sul, em especial nas mais periféricas. Após a apresentação técnica da CET sobre o Plano Cicloviário e explicações gerais, foi liberado para que os cidadãos se manifestassem. Cerca de 40 pessoas se pronunciaram, sendo a maioria de moradores das subprefeituras de Santo Amaro e Campo Limpo. Todos aprovaram a lista de vias na qual a CET pretende implantar ciclovias até o final de 2020 (veja as vias no site da Prefeitura).

Os cidadãos também sugeriram mais vias para implantação de ciclovias (lista abaixo) e questionaram porque o Plano Cicloviário 2019/2020 prevê tão poucas vias na Zona Sul. Além disso, levantaram pediram que a CET realize manutenção e melhorias em diversas ciclovias, tais como a da Carlos Caldeira (no Capão Redondo) e na região da Chácara Santo Antônio.

1
Alguns dos cidadãos que defenderam as ciclovias! (Bike Zona Sul)

Nas falas os cidadãos cobraram a Prefeitura, que não implantou nenhuma ciclovia desde 2016. Muitos dos presentes lembraram que ciclovias fazem bem ao comércio, dando exemplos de como eles consomem mais por estarem de bicicleta. Um dos presentes comprou até mesmo uma cama de casal em um dia que estava de bike! Também foi lembrado que ciclovias salvam vidas.  

1
Equipe do Bike Zona Sul reunida após a audiência! (Anderson Sutherland) 

Nossa impressão é que a audiência foi positiva, tivemos muitos cidadãos defendendo novas ciclovias e melhorias nas existentes! Além da aprovação unânime das novas ciclovias sugeridas pela CET, também foram citadas inúmeras vias nas quais os cidadãos desejam ciclovias. Algumas das que anotamos e concordamos:

  • Avenida Santo Amaro
  • Avenida Ibirapuera / Av. Vereador José Diniz
  • Av. João Dias/Ponte João Dias
  • Av. Padre José Maria
  • Av. Nossa Senhora do Sabará
  • Av. Yervant Kissajikian
  • Av. Jornalista Roberto Marinho
  • Av. Giovani Gronchi
  • Estrada de Itapecirica

Apesar do resultado positivo dessa audiência, temos que continuar mobilizados! Nada garante que a CET vai implantar as ciclovias aprovadas, ainda mais sem cronograma e com um prazo longo (final de 2020!). Por isso temos que continuar cobrando a CET e a Secretaria de Mobilidade e Transportes quanto à implantação das ciclovias que precisamos!

Ainda teremos duas Audiências Públicas sobre o Plano Cicloviário na Zona Sul:

24/06 (segunda), 19h às 21h – Ipiranga, Jabaquara e Vila Mariana
Local: Subprefeitura Ipiranga – Rua Lino Coutinho, 444

27/06 (quinta), 19h às 21h – Parelheiros, M’Boi Mirim e Capela do Socorro
Local: Subprefeitura M’Boi Mirim – Avenida Guarapiranga, 1695

Se você não puder ir nas audiências, entre no site da Prefeitura (clique aqui!) e diga que apoia a implantação de novas ciclovias! Também é importante citar avenidas e ruas da sua região nas quais você quer ciclovias!

1
Parte do grupo que foi jantar junto depois da audiência! (Marivaldo Lopes/BZS)

São Paulo é de todos nós, cabe a nós decidir sobre o futuro da nossa cidade e cobrar o poder público quanto às nossas demandas! Somente juntos vamos tornar São Paulo mais humana! Esperamos  vocês nas próximas audiências! Inscreva-se e fale onde você quer ciclovias!

(Equipe Bike Zona Sul: Lucian de Paulo, Marivaldo Lopes, Paulo Alves e Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #ShoppingEldorado #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

As audiências públicas da Zona Sul começam essa semana!

Todos sabemos que a Prefeitura não implanta nenhuma ciclovia desde 2016. Por causa disso as mortes de ciclistas voltaram a aumentar. Só nos últimos meses tivemos dois ciclistas mortos por atropelamentos na Zona Sul. Em um dos casos, Antônio Lins Ribeiro morreu em um local indicado por ciclistas como uma das vias prioritárias para a implantação de uma estrutura cicloviária no workshop da CET promovido pela Câmara Temática de Bicicleta (CTB).

Segundo os ciclistas da região, a via é importante para ligar o Terminal Varginha com bairros como Jardim 7 de Setembro, Jardim Mirna, Jardim Três Corações, dentre outros. No entanto, a região do Grajaú continua sem nenhuma estrutura cicloviária para proteger os cidadãos que se locomovem de bicicleta.

Ciclovias salvam vidas e temos dados para provar! Por que a Prefeitura não implanta as ciclovias que precisamos?

Temos a chance de cobrar a Prefeitura: precisamos ir nas Audiências Públicas sobre o Plano Cicloviário que estão acontecendo! Este é o calendário das próximas:

12/06, 19h às 21h – Centro: Subprefeitura Sé
Local: Praça de Atendimento da Subprefeitura Sé – Rua Álvares Penteado, 53

14/06, 19h às 21h – Santo Amaro,Cidade Ademar e Campo Limpo
Local: Subprefeitura Santo Amaro – Praça Floriano Peixoto, 54

24/06, 19h às 21h – Ipiranga, Jabaquara e Vila Mariana
Local: Subprefeitura Ipiranga – Rua Lino Coutinho, 444

27/06, 19h às 21h – Parelheiros, M’Boi Mirim e Capela do Socorro
Local: Subprefeitura M’Boi Mirim – Avenida Guarapiranga, 1695

Vamos comparecer e nos inscrever para falar! É importante reforçar:

Também vale citar avenidas e ruas da sua região que a CET não tenha incluído no Plano Cicloviário, assim como comentar no site da Prefeitura sobre as vias que vocês acreditam que devem ter ciclovias!

O Bike Zona Sul é feito por todos nós, a cidade é de todos nós! Somente juntos vamos conseguir tornar São Paulo mais segura! Contamos com vocês nas audiências para defendermos uma cidade mais segura, inclusiva e humana!

(Equipe Bike Zona Sul: Paulo Alves e Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #ShoppingEldorado #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Avaliamos o bicicletário do Shopping Iguatemi!

Na semana passada eu estava passando pela ciclovia da Faria Lima quando notei uma ciclofaixa na entrada do Shopping Iguatemi. Curioso, saí da ciclovia e segui essa ciclofaixa, que me levou até o bicicletário do Shopping Iguatemi!

4
Ciclofaixa na entrada do estacionamento principal do Shopping Iguatemi. (Thomas Wang/BZS)

O acesso é pela entrada na Avenida Brigadeiro Faria Lima, onde existe uma ciclofaixa no lado direito do acesso dos carros. Essa ciclofaixa é bem conservada e leva o ciclista ao bicicletário praticamente em linha reta. Ela tem dois pontos fracos: (1) existe um cruzamento com o fluxo de carros (e é preciso tomar cuidado pois os motoristas não diminuem nem dão preferência para os ciclistas) e (2) ela parece monodirecional/mão única, mas na verdade é bidirecional/mão dupla (ela é usada pelos ciclistas que entram e que saem, mas a largura só é suficiente para a passagem de um ciclista).

 

Ao chegar no bicicletário, há uma placa com as regras de uso do espaço. Logo após a placa existe uma área descoberta com cerca de 20 vagas em paraciclo do tipo U-invertido. 

1
Entrada do bicicletário, com as regras. (Thomas Wang/BZS)

Assim que desci da bicicleta um segurança simpático me perguntou se eu conhecia o espaço. Ele explicou que eu precisava trazer minha corrente e precisava passar alguns dados (telefone, RG e modelo/cor da bicicleta) para poder utilizar o espaço.

2
O segurança simpático conversa com um cliente que retirava sua bicicleta depois de falar comigo. (Thomas Wang/BZS)

A foto abaixo é o ‘fundo’ do bicicletário, que fica atrás do segurança que aparece na foto acima. Esta parte é coberta e possui cerca de 25 paraciclos estilo U-invertido, totalizando aproximadamente 50 vagas. Na noite que conheci o local, havia pelo menos 40 bicicletas.

3
São cerca de 50 vagas cobertas em U-invertido. (Thomas Wang/BZS)

Aparentemente o espaço é muito utilizado por clientes, nos 10 minutos que conversei com o segurança pelo menos 4 clientes retiraram suas bicicletas e outros 2 chegaram. Além disso, alguns ciclo entregadores também utilizam o espaço.

Uma falha minha foi não ter perguntado se existem sanitários/vestiários, bebedouro e bomba de ar, se alguém tiver mais informações nos avise para atualizarmos a avaliação!

Pelo visto o Shopping Iguatemi percebeu que ciclistas são clientes e consomem.  Mais que isso, eles se adaptaram para oferecer um serviço de qualidade ao cliente que chega de bicicleta. Bike faz bem ao comércio, ainda mais quando há uma ciclovia super movimentada na frente do seu negócio!

 

Avaliação Geral

Acessibilidade: 9/10 (a ciclofaixa da entrada é boa, mas precisa ser alargada e o cruzamento deve priorizar os ciclistas + o bicicletário é no térreo)
Segurança: 8/10 (há um segurança e o paraciclo é U-invertido, que permite prender qualquer bike de formas diferentes)
Praticidade: 9/10 (o acesso e o tipo de paraciclo utilizado são bons, não há desníveis)
Conforto: 9/10 (possui armários e bebedouro próximos)
Avaliação final: 8,75/10,00

 

(Equipe Bike Zona Sul: Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #Shopping #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

A CET aprovou o projeto da ciclovia da Domingos, e agora?

Algumas semanas atrás postamos sobre uma reportagem da Folha de São Paulo que questionava a Prefeitura, a CET e o Colégio Marista Arquidiocesano sobre a ciclovia da Rua Domingos de Morais.

Na sexta (31/05) o jornal postou uma ‘continuação’ da matéria em questão, na qual informa que a CET aprovou o projeto apresentado pelo Arqui! A matéria ainda trouxe o projeto da ciclovia em detalhes (veja aqui!).

O projeto aprovado pela CET em maio/2019  é o mesmo apresentado pelo ex-secretário Sergio Avelleda na audiência pública que aprovou a implantação da ciclovia em março/2018, então por que a CET demorou mais de um ano para aprovar o projeto?

Agora, o principal é cobrar a CET e o Arqui para que as obras comecem o quanto antes! Esperamos que as obras comecem agora o mais rápido possível e que a ciclovia seja entregue aos cidadãos muito em breve! Também esperamos que a ciclovia seja implantada no mesmo modelo utilizado nas avenidas Paulista ou Faria Lima, com concreto pigmentado vermelho, grades, placas, semáforos para ciclistas, travessias bem sinalizadas e toda sinalização!

Para ler a matéria completa, clique aqui!

(Equipe Bike Zona Sul: Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Avaliamos o bicicletário do Shopping Eldorado!

Semana passada fui ao Shopping Eldorado pedalando, afinal existe uma ciclofaixa que conecta a estação da CPTM Hebraica-Rebouças com a ciclovia da Faria Lima no trecho da Avenida Rebouças que fica entre a Marginal e a Faria Lima. A ciclofaixa é boa, com asfalto e sinalização bons, exceto no cruzamento com a Rua Ibiapinópolis, que é bem perigoso pois não há sinalização para os ciclistas na rotatória. Antigamente havia um farol, que ajudava pedestres e ciclistas, mas por alguma razão ele foi retirado.

Antigamente o Shopping Eldorado era considerado um local amigo do ciclista e chegou a inaugurar um bicicletário com algumas ‘facilidades’ para os ciclistas em 2013 (veja no Vá de Bike), entretanto, de lá para cá as coisas pioraram bastante.

O acesso é pela entrada na Avenida Rebouças, mas possui apenas uma sinalização improvisada, praticamente invisível (eu tive que perguntar ao segurança e ele indicou a entrada). Dentro do estacionamento, não há nenhuma sinalização para o cliente que chega de bike, desci um subsolo e perguntei para outro funcionário onde era o bicicletário, ele informou que era no 2o subsolo: “desce no menos dois e vai lá no fundo, vai a vida toda que você acha“.

O bicicletário atual é pequeno e apertado, sendo que sempre está superlotado. Isso acontece pois parte do antigo bicicletário foi transformado em uma bicicletaria, a Mobike. Não é ruim ter uma bicicletária ao lado do bicicletário, é algo prático e pode ser extremamente útil aos ciclistas. Entretanto, ao diminuir o tamanho do bicicletário para transformá-lo em uma loja, a administração do shopping mostrou que não prioriza os clientes que vão de bicicleta.

Nas fotos abaixo é possível perceber a superlotação do bicicletário, que possui cerca de 30 vagas, sendo cerca de 10 próximas de tomadas para bicicletas elétricas ou de pedal assistido.

Para entrar no bicicletário é necessário entrar na loja e passar pela oficina deles. Além disso, o bicicletário ainda conta com banheiro, mas quando perguntei ao funcionário da Mobike ele disse que apenas clientes poderiam utilizar já que era dentro da loja. Não questionei, mas é difícil entender como só clientes podem usar o banheiro se o próprio bicicletário fica dentro da loja.

 

1
Lado mais ‘espaçoso’ do bicicletário com cerca de 25 vagas e algumas bicicletas encostadas na parede e umas nas outras. (Thomas Wang/BZS)
2
Outro espaço, com cerca de 10 vagas penduradas na parede. (Thomas Wang/BZS)
0.jpg
Minha bike acabou ficando encostada na grade e em outras bicicletas. Repare nas bikes do lado de fora da grade. (Thomas Wang/BZS)

 

3
Muitos ciclistas deixam as bicicletas fora do bicicletário já que não há vagas. (Thomas Wang/BZS)

A pergunta que faço para o Shopping Eldorado é simples: por que não ampliar o bicicletário? Existem dezenas de clientes que utilizam o espaço, além de fornecedores e entregadores, então qual é a razão para o shopping não construir uma estrutura maior e mais adequada?

Como o acesso é ruim e o bicicletário superlotado e desconfortável, eu vou evitar visitar o shopping, pois não atende minhas necessidades por clientes. Ao invés de perder clientes por causa de um bicicletário ruim, não seria melhor modificar o bicicletário e conquistar mais clientes? Bike faz bem ao comércio, mas será que os comerciantes e lojistas ainda não perceberam isso?

Avaliação Geral

Acessibilidade: 4/10 (a ciclofaixa da entrada é improvisada e não há nenhuma sinalização de como chegar ao bicicletário, mas demonstra a vontade do shopping de orientar os clientes)
Segurança: 6/10 (o funcionário da Mobike não é responsável pela segurança, mas como o bicicletário fica dentro da loja, dá alguma segurança)
Praticidade: 2/10 (o acesso é péssimo, mas tem um bicicletário, mesmo que inadequado e lotado)
Comodidade: 2/10 (não é confortável sob nenhum aspecto, exceto pelo fato de ser coberto)
Avaliação final: 3,5/10,00

4
O Bike Zona Sul tentou contato pelo shopping através do site, mas ainda não obteve resposta.

 

(Equipe Bike Zona Sul: Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #ShoppingEldorado #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Folha de SP questiona CET sobre a ciclovia da Rua Domingos de Morais

No domingo passado, 05 de maio, a Folha de São Paulo publicou uma reportagem com a seguinte manchete: “Mesmo sem custo, CET atrasa ciclovia da Domingos de Morais“.

O jornal tentou entrar em contato com a CET, que só forneceu os ofícios (documentos públicos) após a insistência dos jornalistas e suporte da área jurídica da Folha por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI). Nos ofícios, consta que a última vez que a CET cobrou o Colégio Marista Arquiodicesano foi em 19 de dezembro de 2017, há mais de 1 ano e meio!

Como já mencionamos antes, a ciclovia da Rua Domingos de Morais será paga e implantada pelo Arquiodicesano, como parte das obras de compensação viária por uma ampliação do colégio feita no passado. Cabe à CET somente a aprovação do projeto. A ligação entre as ciclofaixas da Rua Vergueiro e da Avenida Jabaquara é extremamente importante para conectar o Sudeste paulistano com o Centro de forma direta, sem desvios e com desníveis mínimos.

Na época da implantação das ciclofaixas da Rua Vergueiro e Avenida Jabaquara a CET implantou uma alternativa através das ruas Madre Cabrini, Primeiro de Janeiro, Coronel Lisboa e Alameda dos Boninas, que hoje é muito utilizada por ciclistas do bairro. Entretanto, a ciclofaixa está desaparecendo devido à falta de manutenção por parte da Prefeitura.

Mesmo com a alternativa, muitos ciclistas que se deslocam para Jabaquara, Cidade Ademar, Vila Santa Catarina e outros bairros da região sudeste de São Paulo (assim como cidades vizinhas) ainda optam pela Rua Domingos de Morais devido ao trajeto ser praticamente plano e reto. Isso resulta em menos esforço e uma economia maior de tempo.

A Folha ainda critica a demora da CET ao responder aos questionamentos feitos pelos jornalistas. A primeira tentativa foi feita em 21 de fevereiro, sendo encaminhada em 6 de março e a resposta da CET no dia 26 de março foi ‘pedir um prazo maior’, após mais de 1 mês! Em 5 de abril, a CET não forneceu os documentos solicitados pela Folha, que questionou a CET na Justiça. Mesmo com a decisão da Justiça favorável ao jornal, Sebastião Ricardo Martins (presidente da CET) se negou a fornecer os documentos. Somente após a Justiça determinar a entrega dos documentos pela segunda vez, Sebastião Ricardo Martins entregou os documentos para o jornal, que publicou a matéria dia 5 de maio.

A resposta da CET para a Folha, após tanta demora, informa que o projeto está em fase de aprovação final e que as obras devem começar ainda em maio.

A reportagem também conversou com Aline Cavalcante, da Ciclocidade, que é parte da Câmara Temática de Bicicleta (CTB). A CTB é parte da Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT), a quem a CET está subordinada. Mesmo assim, os representantes da Zona Sul na CTB (como Paulo Alves do Bike Zona Sul) não conseguem informações concretas sobre o processo. Aline também questionou porque a CET levou 2 anos para aprovar o projeto da ciclovia.

Leia a matéria completa clicando aqui!

Vamos continuar cobrando a CET para que a ciclovia da Rua Domingos de Morais seja construída o quanto antes, assine a petição clicando aqui!

(Equipe Bike Zona Sul: Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas  #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Prefeitura publica datas para Audiências Públicas do Plano Cicloviário

Ontem, 06 de  aio, a Prefeitura do Município de São Paulo publicou as datas para as audiências públicas da proposta inicial do Plano Cicloviário.

Nas audiências a Prefeitura pretende “colher as sugestões da sociedade para então elaborar a versão atualizada”. É importante salientar que a Prefeitura/Secretaria de Mobilidade e Transportes/CET desconsiderou a maior parte do Plano Cicloviário existente no PlanMob e antigo Plano de Metas de São Paulo, considerando tais estudos como “rede de referência” (vide mapa no site do comunicado).

No atual Plano de Metas proposto pela Prefeitura (a ser cumprido em 2019 e 2020) existe a meta de implantar 173,3 km de infraestrutura cicloviária e requalificar 310,6 km de infraestrutura cicloviária até o final de 2020.

A seleção dos locais de implantação foi realizada pela CET, que teoricamente conversou com a Câmara Temática de Bicicleta (CTB) as rotas que serão apresentadas.

As audiências foram organizadas por Subprefeituras, conforme as datas abaixo:

23/05 – Norte 1:

PERUS , PIRITUBA , FREGUESIA DO Ó/BRASILANDIA, CASAVERDE / CACHOEIRINHA
HORÁRIO: 19- 21h
LOCAL: Casa de Cultura Salvador Ligabue 
ENDEREÇO: Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó nº 215-Freguesia do Ó

24/05 – Norte 2:
JAÇANÃ/TREMEMBÉ, SANTANA/TUCURUVI – VILA MARIA / VILA GUILHERME
HORÁRIO: 19- 21h
LOCAL: Auditório da Subprefeitura Santana/Tucuruvi 
ENDEREÇO: Av. Tucuruvi, nº 808 – Tucuruvi

30/05 – Oeste:
LAPA , BUTANTÃ , PINHEIROS 
HORÁRIO: 19 -21h
LOCAL: AUDITÓRIO DA SUBPREFEITURA DE PINHEIROS 
ENDEREÇO: Av. das Nações Unidas,nº 7123 – Alto de Pinheiros

31/05 – Leste 1:
MOOCA , PENHA, VILA PRUDENTE
HORÁRIO: 19- 21h 
LOCAL: AUDITÓRIO DA SUBPREFEITURA DA MOOCA 
ENDEREÇO: Rua Taquari, nº 549 – Mooca

06/06 – Leste 2:
SAPOPEMBA , ARICANDUVA
HORÁRIO: 19 -21h 
LOCAL: SUBPREFEITURA ARICANDUVA / FORMOSA/CARRÃO 
ENDEREÇO: RUA Atucuri nº 699- Chácara Santo Antônio

07/06 – Leste 3:
SÃO MIGUEL, ITAIM PAULISTA , ITAQUERA , GUAIANAZES, SÃO MATEUS, CIDADE TIRADENTES , ERMELINO MATARAZZO
HORÁRIO: 19 – 21h 
LOCAL: SUBPREFEITURA DE CIDADE TIRADENTES 
ENDEREÇO: Rua Juá Mirim s/nº – Chácara Santa Etelvina

12/06 – Centro:

HORÁRIO: 19h – 21h 
LOCAL: PRAÇA DE ATENDIMENTO DA SUBPREFEITURA DA SÉ 
ENDEREÇO: Rua Álvares Penteado,nº 53 – Centro

13/06 – Sul 1:
IPIRANGA , JABAQUARA , VILA MARIANA
HORÁRIO: 19 – 21h 
LOCAL: AUDITÓRIO DA SUBPREFEITURA DO IPIRANGA 
ENDEREÇO: Rua Lino Coutinho,nº 444 – 1º Andar – Ipiranga

14/06 – Sul 2:
SANTO AMARO , CIDADE ADEMAR , CAMPO LIMPO 
HORÁRIO: 19 – 21h 
LOCAL: SUBPREFEITURA DE SANTO AMARO 
ENDEREÇO: RUA Floriano Peixoto ,nº 54 – 1º Andar – Santo amaro

19/06 – Sul 3:
PARELHEIROS, CAPELA DO SOCORRO , M’BOI MIRIM 
HORÁRIO: 19 – 21h 
LOCAL: SUBPREFEITURA DE M’BOI MIRIM 
ENDEREÇO: Av. Guarapiranga , nº1695 – Parque Alves Lima

É importante que ciclistas de cada região compareçam às audiências públicas e se posicionem a favor das ciclovias! Chamem outros ciclistas, comerciantes favoráveis, donos de bicicletarias, seus parentes e amigos!

Precisamos mostrar para a Prefeitura que ciclovias são necessárias para salvar vidas!

Para ver o comunicado completo da Prefeitura, clique aqui!

(Equipe Bike Zona Sul: Paulo Alves e Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas  #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Como foi o workshop sobre ciclovias na Zona Sul?

No dia 27 de abril o Bike Zona Sul participou do workshop do Plano Cicloviário de São Paulo, organizado pela CET (Companhia de Engenhara de Tráfego) em conjunto com a CTB (Câmara Temática de Bicicleta).

O workshop foi focado nas subprefeituras do Jabaquara, Cidade Ademar, Campo Limpo, M’Boi Mirim Parelheiros e Butantã (na Zona Oeste).

Durante a manhã os representantes da CTB, o BZS, a Ciclocidade, os ciclistas e técnicos da CET conversaram sobre os dados de mortes no trânsito de cada subprefeitura. Também foram realizadas sinalizações em mapas, conforme as fotos abaixo!

8
Os adesivos redondos foram colados pelos ciclistas de acordo com a legenda. Era possível arcar uma via como “segura”, “insegura – medo do trânsito” e “insegura – medo de assalto/roubo” (Thomas Wang/BZS)
6
Análise da CET sobre a infraestrutura existente em uma parte da Zona Sul (Thomas Wang/BZS)
2
Fomento à cultura. (Thomas Wang/BZS)

As pessoas também puderam dar sugestões sobre como a CET/Prefeitura pode fomentar a cultura da bicicleta (com post-its azuis), onde foram dadas ideias como “aulas sobre leis de trânsito nas escolas da rede municipal”, “incentivar o cicloturismo” e “campanhas incentivando a preferência de pedestres e ciclistas”.

3
Participação social. (Thomas Wang/BZS)

Sobre a participação social (post-its amarelos), os ciclistas pontuaram que “o comitê de segurança viária deve ter participação civil”, que a Prefeitura deve “disponibilizar dados em plataforma online para download” e que “as audiências públicas devem ser de sexta à noite e sábado de tarde pois as pessoas trabalham” (leia mais sobre as audiências no final desse post!).

4
Infraestrutura (Thomas Wang/BZS)

A CET também colheu sugestões sobre a infraestrutura (post-its rosas), onde as pessoas pontuaram que a CET “não deve ter medo de retirar espaço dos carros” e deve “priorizar ciclistas e pedestres sempre”, assim como os ciclistas querem “pontes com ciclovias” e “redução de velocidade na cidade toda”.

5
Avaliação e monitoramento (Thomas Wang/BZS)

Também foram coletadas sugestões sobre como avaliar e monitorar as estruturas existentes e futuras (post-its verdes). Nesse tópico as pessoas incentivaram a colocação de “fiscais da CET e guardas da GCM de bicicleta”, a abertura de concursos de fiscais da CET, “mais contadores de ciclistas nas ruas” e a adoção anual do IDEciclo para a avaliação das estruturas.

Em breve a Prefeitura marcará as audiências públicas sobre a implantação de ciclovias/ciclofaixas em cada subprefeitura, onde a participação dos ciclistas é essencial! Após tanto trabalho, é necessário reforçar que os ciclistas precisam de ciclovias para se proteger!

Quando as datas das audiências saírem, vamos postar na nossa fanpage e aqui no blog!

Você que é ciclista, avise outros ciclistas da sua região e compareça! Convide amigos e parentes que desejam que você volte vivo para casa! Convide comerciantes que possuem clientes que pedalam! Precisamos de muitas pessoas a favor das ciclovias para pressionar a Pefeitura e cobrá-los!

(Equipe Bike Zona Sul: Paulo Alves e Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas  #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul

Shopping Pátio Paulista instala novo bicicletário!

 

Em 2015 tive problemas ao ir de bicicleta no Shopping Pátio Paulista, então criei um abaixo-assinado através da Change.org para cobrar melhorias. Ainda no final de 2015, eu, o Alex Gomes (um dos editores do Bike Zona Sul) e o Rafael Sampaio (Change.org) tivemos uma reunião com a Área de Marketing do shopping.

Na reunião explicamos sobre a importância bicicletário,  mostramos os benefícios de saber acolher clientes ciclistas e também detalhamos modelos de bicicletários. Ao final, as representantes do shopping nos prometeram que o bicicletário seria implantado na mesma época que a expansão do shopping.

6
A entrada do bicicletário no G1 (primeiro subsolo), a sinalização é vermelha até chegar ao bicicletário, onde se torna verde. (Thomas Wang/BZS)

Essa ampliação veio em Junho/2017 e finalmente, em Janeiro/2019, o novo bicicletário foi inaugurado! Após 3 anos de cobranças do Bike Zona Sul e de outros clientes ciclistas, mas finalmente inauguraram o bicicletário! Apesar de não seguir todas nossas sugestões, é um dos melhores bicicletários existente em shoppings!

A entrada é pelo acesso principal do shopping, na Rua 13 de Maio. Graças ao nosso abaixo-assinado, o shopping criou uma ciclofaixa na entrada principal. Antigamente os ciclistas eram obrigados a entrar pela Rua Maestro Cardim, o que era perigoso pois é uma ladeira sem ciclofaixa.

3
O bicicletário já é bem utilizado, tendo quase metade das vagas ocupadas. (Thomas Wang/BZS)

O bicicletário utiliza paraciclos U invertido, o melhor modelo pois permite apoiar a bicicleta e trancá-la de diferentes formas e com praticamente qualquer tipo de corrente/cadeado. São mais de 50 vagas no formato U invertido, algumas com tomadas para recarregar bicicletas elétricas.

É um bicicletário bem completo, com calibrador de pneu, armários (você precisa levar seu cadeado) e três banheiros (com chuveiro elétrico!).

9
Calibrador na esquerda e três banheiros, sendo um adaptado para deficientes. (Thomas Wang/BZS)
8
Um dos banheiros, com chuveiro elétrico! (Thomas Wang/BZS)

 

Acessibilidade: 9/10 (a ciclofaixas/ciclorrotas podem melhorar, assim como o acesso ao shopping após deixar a bike)
Segurança: 9/10 (só há câmeras)
Praticidade: 10/10
Comodidade: 9/10 (faltam bancos e o armário poderia ser maior)

Parabéns para o Shopping Pátio Paulista, que aprendeu a ouvir os clientes e incorporar as sugestões deles ao shopping! Esperamos que outros shoppings e prédios sigam esse exemplo! Obrigado à Change e sua equipe pelo apoio nessa conquista!

Conheça o nosso abaixo assinado clicando aqui!

 

(Equipe Bike Zona Sul: Alex Gomes e Thomas Wang)

#BikeZonaSul  #VaiTerCiclovia #CicloviasSalvamVidas
#CidadesParaPessoas #SãoPauloPrasPessoas #Bicicletario #ShoppingPátioPaulista #Mobilidade #Bicicleta #Transporte #BikeFazBemAoComércio


Siga o Bike Zona Sul nas redes sociais para ficar por dentro das ações e eventos do coletivo:
YouTube: www.youtube.com/bikezonasul
Instagram: www.instagram.com/bikezonasul
Twitter: www.twitter.com/bikezonasul
Strava: www.strava.com/athletes/bikezonasul